FritsJurgens – Melhoria continua

31 Agosto 2021

Melhoria continua

A FritsJurgens tenta alcançar a melhor qualidade possível. Cada sistema que sai da sede de produção FritsJurgens é projetado, fabricado e testado com a maior atenção para o detalhe e apenas com os materiais da mais alta qualidade. Desta forma conseguimos criar dobradiças que não precisam de manutenção: mesmo após 136 anos de utilização diária, a dobradiça continuará a funcionar sem problemas.

Cada fase do processo de produção contribui para a qualidade do resultado final. Deixe-nos mostrar-lhe o procedimento de fabrico do System M e do System M+ e descubra o que faz que estes sistemas sejam tão resistentes.

Tabela de conteúdo

FritsJurgens-Choose-stills-05.jpeg

Estrutura

Todas as dobradiças pivotantes FritsJurgens estão escondidas dentro da porta. Para que sejam adequadas à espessura mínima da porta de 40 mm, o sistema e a sua estrutura devem ter uma espessura de exatamente 32 mm. É preciso que o sistema consiga conduzir e controlar portas que pesam centenas de quilos e com dimensões enormes. Tal implica o desafio de colocar uma grande técnica e força num espaço compacto.

Utilizando apenas os melhores materiais e as melhores técnicas, a durabilidade do sistema é garantida. A estrutura é criada com uma máquina japonesa Matsuura, conhecida pela sua extrema precisão. Para reforçar a potência que o sistema tem de suportar, a estrutura é criada com uma única peça sólida de alumínio. Dessa forma, o número de conexões reduz-se ao mínimo e não há juntas, de modo a prevenir fendas ou imprecisões.

IMG_7851.jpeg

Suportes

A estrutura contém suportes separados. A forma destes suportes é obtida por extrusão a partir de uma peça individual de alumínio. O suporte não é dobrado em nenhuma das suas partes para prevenir qualquer pressão interna no material. Graças à combinação com um raio específico no suporte, fornece à dobradiça a maior força em qualquer situação.

IMG_7831.jpeg

A mais alta resistência à corrosão

A estrutura do sistema é anodizada. Graças a esta anodização, é criada uma camada protetora resistente à corrosão em todas as superfícies da estrutura, por dentro e por fora. Desta forma o acabamento apresenta-se mais compacto e resistente ao desgaste, o que é importante para todas as partes móveis do sistema. O System M e o System M+ apresentam uma resistência à corrosão muito elevada: nível 4 numa escala de 1 a 4 de acordo com o padrão EN 1154, e 5 numa escala de 1 a 5 de acordo com o padrão EN1670. Mesmo as condições mais variadas não afetam o desempenho destes sistemas.

IMG_7787.jpeg

Pistões

Quando se trata de câmaras de pistões, a precisão extrema é importante. Para garantir uma acumulação de pressão uniforme, que é crucial para ter um controlo absoluto sobre o movimento da porta pivotante, as câmaras do pistão e o pistão devem estar completamente alinhados entre eles.

Para dar espaço à imensa força que o sistema deve ser capaz de suportar, a câmara do pistão deve ter um diâmetro máximo. Na parte mais fina, o material disponível tem apenas 2 mm. A perfuração deve ser sempre precisa, por isso todas as perfurações são medidas com a mínima tolerância. Só nesta parte do processo a dobradiça é verificada em mais de 60 pontos incluindo medições, dureza e até as amolgadelas mais impercetíveis. Tudo isso acabará por afetar o funcionamento da porta, tornando-o completamente previsível.

Com um controlo de qualidade de alta precisão das câmaras dos pistões, com técnicas utilizadas para dispositivos médicos como os implantes, a precisão da perfuração e os pistões são testados e confirmados.

FritsJurgens-Choose-stills-01.jpeg

Como é composta a dobradiça pivotante

O eixo pivotante constitui a base da dobradiça e a porta pivotante depende deste elemento. O eixo consiste em vários perfis de cames que determinam o movimento da porta pivotante. O fundo desta parte é colocado na placa do piso e torna possível suportar pesos até 500 kg. Ao criar o eixo pivotante com materiais de alta qualidade, mesmo as condições mais variadas não afetam o funcionamento deste sistema.

Os perfis do eixo e dos cames são realizados com aço temperado para uma durabilidade otimizada. O aço é endurecido mediante aquecimento a temperaturas superiores aos 1.000 °C e, posteriormente, arrefecendo-o por um período de tempo preciso. Este processo é realizado de forma limpa e sem oxigénio, em vácuo. Por conseguinte, o sistema é resistente à água.

As grandes forças são distribuídas de forma simples e suave por rolamentos de agulhas, que possibilitam um amortecimento fluido quando a porta é aberta ou fechada. A distribuição bem equilibrada da carga de pressão e a distribuição suave da força permitem abrir a porta pivotante apenas com o toque de um dedo.

IMG_7964.jpeg

Placas do piso

As placas do piso de todos os sistemas de dobradiças pivotantes FritsJurgens são realizados com aço inoxidável (AISI 420). O aço é endurecido para suportar o peso da porta e, sendo a única parte visível, para garantir que a placa do piso é resistente aos riscos.

Os fixadores das placas do piso só precisam de ser embutidos a 8 mm no piso. Isto torna o sistema FritsJurgens adequado para todos os tipos de piso, incluindo pisos existentes e pisos radiantes. Através de uma cola forte e elástica de alta resistência, a placa do piso é montada no chão. As câmaras de cola garantem que esta se espalha com fluidez para a instalação ser ainda mais fácil.

IMG_7898.jpeg

Molas

O System M e o System M+ da FritsJurgen utilizam uma tecnologia de dupla mola. Uma mola mis forte permite uma maior pressão à força desejada. Devido ao espaço limitado disponível, foi projetada uma mola dupla para estes sistemas. Cada mola é calibrada para confirmar a sua carga de pressão.

FritsJurgens-Choose-stills-03.jpeg

Hidráulica - a energia torna-se controlo

Porquê limitar a energia quando esta pode ser transformada em controlo? A tecnologia de movimento utiliza a energia hidráulica transformando-a no movimento controlado e suave da porta. É isto que torna única a tecnologia de movimento. No System M e no System M+ o movimento da porta pivotante é gerado e controlado por tecnologia de movimento. Em portas pesadas e leves. Potência sem limites, controlo total.

As pequenas coisas fazem a diferença

O controlo absoluto do movimento da porta depende fortemente dos parafusos de ajuste. É por isso que todos os parafusos dos sistemas são realizados internamente. Os parafusos devem ser extremamente pequenos para caberem dentro dos sistemas, sem que a sua força seja comprometida. É importante que deem a impressão certa para transmitir o feedback ao cliente ao afinar o movimento da porta.

As roscas métricas dos parafusos estão perfeitamente alinhadas entre elas. Os parafusos podem ser ajustados de uma forma tal que o funcionamento da porta pivotante se torne muito previsível. A combinação precisa da profundidade do parafuso e do ângulo garante que esteja disponível exatamente a pressão certa de óleo. O desempenho e fluidez otimizados do óleo permitem o movimento perfeito da porta.

FritsJurgens-Choose-stills-06.jpeg

Testes

Uma grande parte da montagem das dobradiças é realizada à mão por profissionais para garantir que cada elemento individual do produto respeite os critérios de qualidade. Quando um sistema está pronto, é testado dentro de uma porta pivotante antes de ser enviado ao cliente. São tomadas todas as medidas possíveis para garantir que o produto cumpra as suas promessas.

FritsJurgens-Choose-stills-02.jpeg

Soluções de portas revolucionárias

Em cada parte do processo – a partir de uma peça individual de alumínio até a um sistema de dobradiça pivotante completamente funcionante – a FritsJurgens tenta obter a qualidade mais alta possível combinando técnicas inteligentes, os melhores materiais e a perfeição artesanal olandesa. A FritsJurgens compromete-se a criar soluções de portas revolucionárias que duram uma vida inteira.

Descubra projetos com dobradiças de pivô FritsJurgens

Obrigado por inscrever-se.